Semeando um Dojo! – Seeding a Dojo!

Dia da Bandeira: 19 de novembro - Toda Matéria

Recentemente, vi no instagram de uma amiga, Roo Heins, a seguinte pergunta: “o que faz um Dojo ser um Dojo?”. Além dessa ser uma questão interessantíssima, tocou-me num momento especial, pois estou construindo um Dojo. Dou aulas profissionalmente há quase 20 anos, ter um espaço próprio, o meu Dojo, é um sonho. Mas será que apenas ter um local o torna um espaço do caminho? Creio que não.

Acho que pessoas dão sentido aos locais. Somos nós que encontramos significados nos espaços, nos simbolismos que estão presentes nele, no ritual que ali acontece, nas trocas e interações que lá ocorrem. Com a pandemia, tive ainda mais essa percepção. O Dojo deixou de ser um local físico, para ser um ponto de encontro virtual, onde muitas pessoas interagem e desenvolvem algum tipo de prática que, confesso, ainda tento entender.

Porém, sonhos são nosso norte. A vontade de ter um local físico para treinar Aikido foi ficando mais forte conforme a pandemia e o isolamento avançavam. Algumas questões pessoais tornaram isso ainda mais claro e chegou no ponto que não poderia retroceder. Enquanto via muitos Dojos fechando, remei contra a maré, talvez até contra o bom senso, dado a crise econômica, e comprei um local para construir um Dojo.

Mas só o espaço não o torna um “local do caminho”. Assim como uma planta precisa não só de terra para crescer, mas também de água, um Dojo precisa do comprometimento das pessoas. Dojo, para mim, é um espaço coletivo, onde indivíduos comprometidos com a prática, com o caminho, dão significado e forma para aquele local. Como a água que alimenta a semente, o suor, o empenho e a entrega de cada praticante é o que fazem um Dojo ser um Dojo.

Para minha alegria, tive a sorte de testemunhar isso já nos instantes iniciais. Diversos alunos meus, amigos e companheiros de jornada, estão ajudando na construção desse sonho. Por iniciativa deles, conseguimos os tatames, que são aquilo que dá a corpo e cara a um Dojo.

Em forma de agradecimento, decidi fazer uma live para retribuir todo empenho que inúmeras pessoas fizeram para termos os tatames. Ao mesmo tempo, gostaria de dar condição de mais pessoas ajudarem, pois sim, ainda tem muito a ser feito (obras nunca ocorrem como esperamos, não é mesmo?). Caso você queira contribuir com essa iniciativa, você pode fazer por esse link:

https://sharity.com.br/aikido-dojo—leonardo-sodre?u=41f2fd8a06cc11eca8a10aa05906e5e6 .

Essa live será a primeira de algumas ações para arrecadar fundos para o Dojo. Ela vai ocorrer no dia 16 de outubro, às 16h, no meu canal do Youtube. Diferente de todos os seminários e aulas online que ministrei durante esse período de pandemia, essa live contará com transmissão e qualidade profissional. A Àiyé Filmes, da incrível Aimê Uehara, será responsável pela filmagem, juntamente com o diretor de fotografia Danilo Mantovani. As doações são livres, o que realmente importa é a sua ajuda e comprometimento. Você pode compartilhar essa iniciativa, avisar os amigos, ir lá participar da live, e, num futuro próximo, vir treinar fisicamente no Dojo.

Arte: Cláudio Eufrausino , Foto: Aimê Uehara
Iconos de bandeira dos eua

I recently saw on the Instagram of a friend, Roo Heins, the following question: “What makes a Dojo a Dojo?”. In addition to this being a very interesting question, it touched me at a special moment, as I am building a Dojo. I have been teaching professionally for almost 20 years, having my own space, my Dojo, is a dream. But does just having a location make it a Dojo? I do not think so.

I think people make sense of places. We are the ones who find meanings in the spaces, in the symbolisms that are present in it, in the ritual that takes place there, in the exchanges and interactions that take place in that place. With the pandemic, I had this perception even more. The Dojo is no longer a physical place, to be a virtual meeting place, where many people interact and develop some kind of practice that, I confess, I still try to understand.

However, dreams are our north. The desire to have a physical place to train Aikido grew stronger as the pandemic and isolation progressed. Some personal issues made this even clearer and it got to the point where it couldn’t go back. While seeing many Dojos closing, I paddled against the tide, perhaps even against common sense, given the economic crisis, and bought a place to build a Dojo.

But space alone doesn’t make it a “place of the way”. Just as a plant needs not only land to grow, but also water, a Dojo needs people’s commitment. Dojo, for me, is a collective space, where individuals committed to the practice, to the path, give meaning and form to that place. Like the water that feeds the seed, the sweat, effort and commitment of each practitioner is what makes a Dojo a Dojo.

To my delight, I was lucky enough to witness this right from the start. Several of my students and friends are helping to build this dream. On their initiative, we got the mats, which are what gives a Dojo body and face. As a thank you, I decided to make a online class to repay the effort that countless people made to have the mats. At the same time, I would like to make it possible for more people to help, because yes, there is still a lot to be done (works never happen as we hope, right?). If you want to contribute to this initiative, you can do it through this link:

https://sharity.com.br/aikido-dojo—leonardo-sodre?u=41f2fd8a06cc11eca8a10aa05906e5e6 .

This online class will be the first of some actions to raise funds for the Dojo. It will take place on October 16, at 4 pm (Brazil time), on my YouTube channel. Unlike all the seminars and online classes I taught during this pandemic period, this live will feature broadcast and professional quality. Àiyé Filmes, by the incredible Aimê Uehara, will be responsible for the filming, along with director of photography Danilo Mantovani. Donations are free, what really matters is your help and commitment. You can share this initiative, let your friends know, go there to participate in the live, and, in the near future, come and train physically at the Dojo.

Um comentário em “Semeando um Dojo! – Seeding a Dojo!

Adicione o seu

Deixe uma resposta para ionemabe Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: